Petra, na Jordânia: que maravilha!

Deixei a cidade do Cairo e, após 8 horas em um movimentado (teve desde gente esquecida no meio do caminho até briga no corredor) e abafado ônibus, eu chegava a Santa Catarina, porta de entrada para o Monte Sinai um dos pontos mais altos do Egito. 

Nascer do sol no Monte Sinai

 

Às 2h da manhã começamos a subida do monte, para, às 5h, chegar ao topo e admirar o nascer do sol. Que Maravilha, a natureza é realmente mais perfeita que qualquer obra do homem! E perfeita seria minha despedida do Egito se, após duas horas até a cidade portuária de Nwebia, eu não tivesse que esperar mais 8h para pegar o barco que, somente oito horas depois, cruzaria o Golfo de Aqaba e chegaria na cidade de mesmo nome, já na Jordânia. Resultado: cheguei às 2h da manhã, quebrado e me enfiei no primeiro hotel que encontrei. Se não fosse todo essa problema, talvez eu tivesse passado um dia em Aqaba, já que a cidade é famosa pela boa qualidade da água e beleza local para o mergulho. No entanto, tive que deixar os peixes para uma próxima!

Ônibus rumo ao norte da Jordânia e, aí sim, comecei a descobrir o que esse país tem a oferecer. Cheguei a Petra, onde está mais uma maravilha da minha viagem. Petra é a cidade de pedra, escavada nas rochas, colonizada pelos Nabateus (tribo árabe), que há mais de 2 mil anos ocuparam o local no meio das montanhas, onde importantes rotas comerciais entre a Península Árabe e a Síria passavam. Algum tempo depois, o império romano anexou a região aos seus domínios e, mais tarde, dois terremotos destruíram grande parte da cidade, que acabou sendo abandonada. Há aproximadamente duzentos anos, um explorador europeu redescobriu o local e alguns estudos arqueológicos começaram a ser feitos a partir do século XX. Em 1985 a cidade foi nomeada Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO. Hoje ela também figura entre as Novas 7 Maravilhas do Mundo.

 

Mochileiro em PETRA

 

Dizem por aqui, que apenas 5% de toda sua área foi redescoberta. Acho que as 9 horas que passei dentro desse sítio arqueológico não foram o suficiente para ver tudo. Para quem tem mais tempo ou prefere conhecer o local aos poucos, existem bilhetes para 2 e 3 dias também e as estruturas turísticas, tanto da cidade, como dessa atração, são ótimas!

Mas era hora de ir para Amman, capital da Jordânia, que está a quatro horas de viagem de Petra rumo ao norte do país.

Novamente de ônibus, cheguei a Amman, simpática e movimentada cidade que tem aproximadamente 6 milhões de habitantes. Visitei o teatro romano, a Mesquita Rei Hussein e dei uma parada na praça central pra ver uma pelada jordaniana que estava acontecendo. Pois é, ficou fácil entender por que eles não costumam ir às Copas do Mundo de Futebol.

Antes de dizer adeus a esse encantador país, resolvi passar um dia no Mar Morto. Famoso pela alta salinidade da água que não te deixa afundar. Esse mar, que separa Jordânia e Israel, está a 390 metros abaixo do nível do mar e tem perdido 1 metro por ano devido à alta evaporação e às poucas chuvas na região. Parece que os governos de ambos os países começaram a pensar nisso e estão se esforçando para não matar de vez esse interessante ponto do planeta.

Mar morto: sensação de garrafa pet.

Boiei um pouco por lá e também experimentei o famoso banho de lama local que dizem fazer bem pra pele. Apesar de ficar parecendo um picolé de petróleo, a pele ficou mais macia e o sal, que costuma ficar impregnado quando você sai da água, saiu facilmente.

Mochileiro na lama
Mochileiro na lama

Hora de me despedir do Oriente Médio. Hoje chego à Índia e minha aventura passa a ser na Ásia durante os próximos dois meses. Dizem que é impossível visitar a Índia e não sentir algo diferente. Seja isso bom ou ruim, é o que vou descobrir nesses próximos dias…

Onde ficar em Petra?

Al Rashid Hotel: ótimo 3* com bom preço, excelente localização e café da manhã delicioso!

Onde ficar em Aman?

Caravan Hotel – simples e simpático. Tem contatos para tours na cidade!

—————————————————————–

Veja também:

Mochileiro nas pirâmides do Egito!

Vídeos do Mochileiro das Maravilhas pelo mundo!

Mochileiro das maravilhas em Machu Picchu.

 

Booking.com

5 thoughts on “Petra, na Jordânia: que maravilha!

  1. Pingback: Mochileiro no Egito e as maravilhas que riem para o tempo! - Mochileiro das MaravilhasMochileiro das Maravilhas

    1. Olá Irene!
      Pois é, Petra é indescritível! E Aqaba, pretendo voltar pra conhecer melhor…
      Sobre o banho de lama, que pena que você não fez… é uma experiência e tanto… bem divertida!
      Obrigado pela visita ao blog!

Adicionar comentário