O que fazer no Atacama? Guia completo!

Deixamos o Brasil com destino a Santiago. Em menos de quatro horas, já estávamos lá e, dependendo da sua conexão, sobra tempo pra você aproveitar um pouco a capital do Chile.

Se for de dia e você tiver pelo menos 6 horas, é possível dar um giro pela cidade, daí eu recomendo dar uma olhada nas Dicas de Santiago e aproveitar seu tempo por lá! Se tiver menos tempo, melhor ficar seguro no aeroporto e esperar pelo seu voo. Tem tempo, mas a conexão é noturna? Complicou! Pode pegar uma balada ou, se você tiver um grande amigo por lá, corra pra casa dele e coloque o papo em dia, regado a um bom vinho chileno! Foi o que fizemos! 😉

O despertador tocou cedo e corremos pro aeroporto. Em aproximadamente duas horas pousávamos em Calama, uma das principais cidades do norte do Chile. De lá, seguimos de carro para San Pedro de Atacama, a primeira parada do Projeto Bucket List!

Deserto do Atacama
Deserto do Atacama

 

SAN PEDRO DE ATACAMA

Pequena e simpática. Nos últimos anos, milhares de viajantes do mundo inteiro desembarcaram por lá e apesar dela estar mais movimentada há alguns anos, manteve seu charme e beleza.

São apenas alguns quarteirões de ruas de terra, construções de barro, com tijolos ou pintadas de branco e, na maioria, pedestres, com uma outra bicicleta nas principais ruas.

O comércio não vai muito além de pequenos bares e restaurantes, mercadinhos, agências de viagens, casas de câmbio e uma ou outra farmácia, então não se assuste se puder trocar dinheiro no mercado ou tomar uma cerveja na agência de viagem enquanto fecha seu próximo passeio! Sim, a cidade respira turismo e se você não fechou seu passeio antecipadamente, certamente vai fazer isso na “avenida” Caracoles (a principal) ou em uma das suas travessas.

Uma das ruelas de San Pedro
Uma das ruelas de San Pedro

 

PASSEIOS

Se você ficar 3 dias, tem várias coisas. Se ficar 7, tem também. Se ficar 15, ainda vai ter. Ou seja, escolha os melhores, pensando no tempo que você tem e se pretende voltar um dia. Aqui eu indico alguns passeios que, na minha opinião, são imperdíveis!

Vale da Lua

Esse é um dos meus passeios preferidos e mais legais do Atacama. Ele é incrível pela visão, pelo que representa e lá você realmente se sente no Atacama. Na primeira vez em que estive no Atacama, em 2005, a sensação foi incrível e no meu retorno, há poucos meses, foi novamente! Lá você consegue ver a imensidão desse deserto, entender por que é tão incrível e também por que tem esse nome!

Mochileiro no Vale da Lua
Mochileiro no Vale da Lua

Assista ao vídeo!

 

Vale da Morte (Valle de la Muerte)

Quase tão bonito quanto o Vale da Lua, ele se tornou interessante pela história.

Uma versão é que ele deveria se chamar Valle de la Marte, pela similaridade ao planeta vermelho, mas na hora do registro, entenderam errado e o “La Marte” virou “La Muerte”. A outra versão, menos poética, conta que as pessoas morriam nesse local, quando o governo queria sumir com alguém.

Se tiver a oportunidade, visite o Valle de la Muerte à noite, principalmente se for uma noite sem lua. Você verá quão lindo é o céu desse lugar! A gente ainda teve o privilégio de assistir a uma apresentação de um grupo da região, com música local regada a um ótimo vinho chileno!

Vale da Morte
Vale da Morte

 

Salar do Atacama

Lindo!!! Esse lugar é incrível. Não deixe de ir. É um dos maiores salares do mundo, cercado de lagoas e com flamingos (3 espécies diferentes) que migram da Bolívia, Peru e Argentina até esse local!

Chegamos no meio da tarde e pudemos aproveitar o por do sol que é, talvez, o mais lindo do Atacama!

Assista ao vídeo e saiba mais!

Salar do Atacama
Salar do Atacama

 

Flamingos do Salar do Atacama
Flamingos do Salar do Atacama

 

Gêisers del Tatio

Acordamos às 3h30 e seguimos por algumas horas de van, até os famosos gêisers. Esse lugar é especial, pois a atividade vulcânica sob a terra (mas não tão fundo) se encontra com a água e acontece a ebulição. Com isso, pequenas lagoas borbulham por todos os lados e o espetáculo começa. Mas por que eu tenho que acordar tão cedo pra ver isso? Porque a atividade forte dura pouco tempo, em alguns pontos, apenas segundos e se você não estiver lá bem no começo da manhã, vai perder, já que depois disso o sol esquenta tudo e a diferença térmica diminui! Entendeu? 😉

Ah, se possível, deixe para fazer esse passeio nos últimos dias de viagem. Você já estará mais habituado ao clima do Atacama e à altitude, evitando o Soroche (o mal da altitude) e amenizando um possível mal estar.

Assista ao vídeo e saiba mais sobre o local!

Atividade nos Gêiseres
Atividade nos Gêiseres

 

Gêiseres del Tatio
Gêiseres del Tatio

 

Lagunas Altiplânicas

Esse lugar é incrível! Aqui estão localizadas algumas das lagoas mais altas do mundo. E a beleza é proporcional à altitude!

Nessa minha última passagem pelo Atacama eu não pude fazer esse passeio, mas lembro bem da minha visita há alguns anos. Vale demais, mas atenção, se prepare, pois a mudança repentina de altitude pode te dar um pouco de dor de cabeça e falta de ar, assim como falei acima, nos gêisers. Nada que um chá de coca não resolva! 😉

Uma das lagoas
Uma das lagoas

 

Guatin-Gatchi

Esse passeio é uma novidade do Atacama. A trilha de Guatin Gatchi começou a ser explorada há poucos meses. Nesse lugar você verá o Rio Puritama (sim, tem rio no deserto!) e os espetaculares cactus gigantes, que chegam aos incríveis sete metros de altura e deixam a trilha muito bonita!

Assista ao vídeo e saiba mais aqui!

Trilha de Guatin -Gatchi
Trilha de Guatin -Gatchi

 

Onde ficar?

San Pedro de Atacama tem acomodação pra todos os gostos (e bolsos)! Aqui indico duas:

Tierra Atacama

Hotel de luxo localizado a poucas quadras do centro de San Pedro. Gastronomia de ponta e muito conforto em frente ao Licancabur. Passeios diários para as principais atrações do deserto do Atacama!

Os 12 apartamentos do Tierra Atacama

Tierra tem vista para o Licancabur
Tierra tem vista para o Licancabur

 

Backpackers San Pedro

Hostel a poucos minutos do centro da cidade, bem tranquilo e cheio de viajantes do mundo inteiro. Tem uma agência onde podem ser reservados passeios e transfers e ele é parceiro Worldpackers, ou seja você pode trocar o seu trabalho por estadia lá! 😉

Hostel Backpacker San Pedro
Hostel Backpacker San Pedro

 

Área comum do hostel
Área comum do hostel

Reserve aqui o hostel!

O que levar na mochila?

Nunca se esqueça que o Atacama é um deserto (o mais árido do mundo) e isso significa: frio, calor, secura, pedras, areia, sol etc

Prepare-se bem e não esqueça um bom e confortável calçado de caminhada, uma mochila com reservatório de água ou uma garrafinha térmica, chapéu (ou boné), protetor solar e óculos escuros. Roupas leves (se possível claras e com mangas e pernas longas para proteger do sol) são muito bem vindas, mas não esqueça de uma “segunda pele”ou agasalho bem grosso, pois nos passeios da madrugada (Gêisers, por exemplo) dependendo da época do ano, você vai pegar alguns graus negativos.

Mochilão
Mochilão

 

* Viajamos para o Chile para gravar a primeira temporada da Websérie “Bucket List – A Lista dos Sonhos“, projeto desenvolvido pelos blogueiros Átila Ximenes (Vou Contigo Lifestyle) e Daniel Thompson (Mochileiro das Maravilhas). A viagem contou com o apoio da Skyscanner BrasilMormaiiTurismo ChileTam Linhas Aéreas e Tierra Atacama.

———————————————



Booking.com

 

Veja também:

Vídeos da trilha Guatin Gatchi, Salar do Atacama, San Pedro de Atacama, Geisers del Tatio e Vale da Lua!

O Salar do Atacama!

A primeira vez do Mochileiro no Atacama!

Ah, o Atacama...
Ah, o Atacama…
Booking.com

8 thoughts on “O que fazer no Atacama? Guia completo!

  1. Pingback: Bucket List - Parque Huerquehue, em Pucón - Mochileiro das MaravilhasMochileiro das Maravilhas

  2. Pingback: Bucket List - Conheça o Parque Nacional Villarrica e curta um rafting em Pucón! - Mochileiro das MaravilhasMochileiro das Maravilhas

  3. Pingback: Bucket List - Ilha Mechuque, Chiloé (Chile) - Mochileiro das MaravilhasMochileiro das Maravilhas

  4. Pingback: Bucket List - Castro, Chiloé (Chile) - Mochileiro das MaravilhasMochileiro das Maravilhas

  5. Pingback: Mochileiro das Maravilhas em Machu Picchu! - Mochileiro das MaravilhasMochileiro das Maravilhas

  6. Daniel,
    Pelas imagens e fotos o local é lindíssimo e todos os passeios citados deve havr uma emoção diferente.
    Estarei indo em OUT/16 com mais 3 amigas para conhecer a região e alugamos um carro desde de Calama, diante disso pergunto:
    Pela sua experiencia, podemos fazer todos os passeios com o nosso veículo?
    Há alguma dificuldade em dirigir na região?
    Desde já agradeço.
    Abraços.

    1. Raphael, é possível fazer com carro próprio, mas a presença de um guia sempre facilita e ajuda a ganhar tempo. Fora que um veículo local, apropriado, da mais segurança, já que as estradas e paisagens são parecidas e nem sempre muito bem sinalizadas.
      Espero que curta!
      Abraços e boa viagem!

  7. Pingback: Pucón e região: roteiro e dicas! - Mochileiro das Maravilhas

Adicionar comentário