Mochileiro em Londres e no Stonehenge!

Londres me esperava com seu anoitecer curto de verão e céu claro. E logo no dia seguinte à minha chegada, fui conhecer a Maravilha da Inglaterra, o Stonehenge.

Mochileiro no Stonehenge

Além de bonito, o que mais intriga e atrai nesse monumento é sua história e seu mistério. Mesmo o homem, se considerando o ser mais poderoso e cheio de tecnologias para tudo, nunca foi (e acho que nunca será) capaz de descobrir como e por que essas enormes rochas, de 50 toneladas cada, formam esse círculo de magia na região de Amesbury – 1h30 de trem, a oeste de Londres.

O local fica próximo à rodovia e está no meio de um gramado sem mais nada. Dizem que pode ter sido palco de reuniões religiosas, cerimônias fúnebres, estudo astrológico… O fato é que sua origem é incerta e sua construção levou milhares de anos, com intervalos de centenas deles, entre suas alterações.

A energia do Stonehenge é muito forte e, apesar de alguns ingleses não darem bola e acharem que é apenas um “amontoado de pedras” desinteressante, esse era um dos lugares que eu tinha mais queria visitar em toda minha viagem. Matei a vontade, mas continuo curioso.

Espero que esse local sagrado seja preservado para sempre! Londres me abrigou por mais dois dias, e neles pude reencontrar amigos, ver outros que hoje vivem por lá e matar minha saudade da cidade, que me recebeu muito bem em 2001 e que foi onde minha paixão pelo mundo e por viajar foi descoberta. Daqui sigo para a Rússia!

———————————————-

Conheça as redes sociais do mochileiro!

Todos os posts sobre a Volta ao Mundo pelas Maravilhas Modernas

Posts sobre a Volta ao Mundo pelas Maravilhas Naturais

Booking.com

2 thoughts on “Mochileiro em Londres e no Stonehenge!

  1. CECILIA THOMPSON

    - Edit

    Responder

    A energia do Stonehenge é muito forte e, apesar de alguns ingleses não darem bola e acharem que é apenas um “amontoado de pedras” desinteressante, esse era um dos lugares que eu mais queria visitar em toda a minha viagem. Matei a vontade, mas continuo curiosa…

    1. Daniel Thompson

      - Edit

      Responder

      É isso mesmo que senti quando estive lá! E também fiquei curioso… por isso estou lendo o livro sobre o local! Depois te conto!

Adicionar comentário